4 Mar

Coisas para fazer no Carnaval em Lisboa

Não falta o que fazer na cidade no feriado de Carnaval – para quem gosta de máscaras e para quem prefere gozar o dia à civil.

Isto são três dias. E o resto da vida, já se sabe, são apenas dois. De máscara ou de cara lavada, vá como quiser, porque sendo Carnaval ninguém leva a mal. Corremos a cidade à procura dos melhores programas da quadra, sejam farras nocturnas ou desfiles de palhaçada. Pode fingir que vai direitinho ao sambódromo e encher-se de brilhos e plumas, ou então manter-se bem discreto e fingir que o Carnaval pode ser celebrado à civil. De uma forma ou de outra, aproveite estes dias de festa em Lisboa.

Carnaval Milyway

O Anjos70 não deixa passar em branco a efeméride e tem marcada para terça uma matiné carnavalesca com curadoria da DJ MilkyWay. Não é obrigatório, mas recomenda-se – até porque a entrada fica mais barata – que vá mascarado e pronto para bailar ao som de hip-hop R&B, pop e trap: não se pode queixar de falta de eclectismo por aqui. Jo, Pato, Xando, Valleriani, MilkyWay e Oseias são os nomes que vão dar música à matiné, todos por esta ordem e entre as 17.00 e as 00.00. Pelo meio, às 20.30, há um desfile de máscaras para quem for disfarçado.

The Rolê – Carnaval Revolução

“Aqui, os meninos e meninas vestem rosa e azul e a cor que quiserem” – é o mote desta festa carnavalesca sem grandes regras, só a vontade de tirar o pé do chão é obrigatória. O Carnaval Revolução acontece no Boteco da Dri já depois da data mas nunca atrasado. O restaurante convida toda a gente para “um rolê com muitas brasilidades” e pão de queijo – das 00.00 à 01.30 há happy hour de imperial a 1,20€ e duas caipirinhas a 10€.

Baile Barroco no Palácio

Pela terceira vez, aposte todas as fichas nos seus conhecimentos sobre a época barroca, porque ela está de volta ao Palácio Pimenta para uma farra carnavalesca. Da música de Opus 28 e DJ Sara Ribeiro ao cenário de um palácio do século XVIII, todo o detalhe conta para esta viagem no tempo já na segunda- -feira, 4, numa festa para todas as idades. A festarola acontece no Pátio das Tílias, com direito a uma tenda, e em algumas salas do museu. Vá vestido a rigor, não se esqueça dos dourados e veludos.

Baile de Carnaval no LU.CA

O Carnaval também é dos mais pequenos, ainda que haja a ressalva de que os mais crescidos tenham uma criança dentro deles e que aqui podem recuperá-la. O LU.CA celebra o entrudo com um baile de Carnaval com o DJ Crazyman e a VJ Severa. Afonso Simões, baterista nos Gala Drop, prepara um DJ set especial para recordar a sua música da infância, que ainda faz sentido nos dias de hoje, e partilhá-la num ambiente de festa com famílias. Afonso é acompanhado por Rute Soares, VJ Severa, com as suas projecções ao vivo, brincadeiras com formas e cores numa história visual. Ter 15.30. Entrada livre (mediante levantamento do bilhete).

Carnaval do Festival Feminista

O Festival Feminista de Lisboa acontece em Maio, mas até lá vamos tendo um cheirinho com as festas de angariação de fundos. A próxima é dia 4, e usa o Carnaval como pretexto. “Vem dançar em cima do patriarcado” é o mote para esta noite cuja música está nas mãos do mulherio: DJ Repha, DJ Carie e as Rainhas do Babado. Haverá ainda performances e projecção de alguns vídeos de acções feministas.

Leave a Reply

×